Big Brother, 1984 e George Orwell

Big Brother 1984 George OrwellLivro: 1984 | George Orwell
Brasil | World

O livro 1984, de George Orwell, é uma metáfora sobre o poder e as sociedades modernas. O mais famoso, polêmico e estrondoso dos livros de George Orwell foi escrito dois anos antes da morte do autor. Tuberculoso, sabendo que o fim se aproximava, lutou contra o tempo para colocar no papel sua visão de um mundo que o desapontava e caminhava perigosamente para o oposto de todos os sonhos de fraternidade e solidariedade. George Orwell escreveu-o animado de um sentido de urgência, para avisar os seus contemporâneos e as gerações futuras do perigo que corriam, e lutou desesperadamente contra a morte para poder acabá-lo.

O livro é considerado uma das mais citadas antiutopias literárias, junto com Fahrenheit 451, Admirável Mundo Novo e Laranja Mecânica. Nele é retratada uma sociedade onde o Estado é onipresente, com a capacidade de alterar a história e o idioma, de oprimir e torturar o povo e de travar uma guerra sem fim, com o objetivo de manter a sua estrutura inabalada. O chefe supremo do Partido, o Grande Irmão (Big Brother no original em inglês), vigia os indivíduos e mantém um sistema político cuja coesão interna é obtida não só pela opressão, mas também pela construção de um idioma totalitário que, quando completo, impediria a expressão de qualquer opinião contrária ao Partido.

Big Brother

Na sociedade descrita por Orwell, todos as pessoas estão sob constante vigilância das autoridades, principalmente através das “teletelas” (dispositivo assemelhado a uma televisão, através do qual o Estado vigia cada cidadão). A descrição física do “Grande Irmão” (Big Brother) assemelha-se a Josef Stalin (ex-líder da União Soviética), e a propaganda do estado constantemente lembra aos indivíduos: “o Grande Irmão zela por ti” ou “o Grande Irmão está te observando”. O conceito do livro transposto para a sociedade moderna retrata o domínio das massas pelas mídias, principalmente pela televisão, que controla a cultura da maior parte da população como um pastor controla um rebanho, e conduz os costumes do povo da forma que melhor lhe convier.

Se você quer uma imagem do futuro, imagine uma bota prensando um rosto humano para sempre.” (George Orwell)

—–
+ Veja também: