Viagem: Fernando de Noronha | Pernambuco – Brasil

O Arquipélago de Fernando de Noronha, com seu rico ecossistema e uma beleza natural estonteante, sempre despertou a atenção de povos de todas as partes do planeta, interessados em conhecer de perto esse verdadeiro oásis, que parece perdido em meio à imensidão azul.

Localizado a 545 km de Recife, capital do Estado de Pernambuco, do qual faz parte, 360 km de Natal, capital do Rio Grande do Norte, e 710 km de Fortaleza, capital do Ceará. São 21 ilhas, rochedos e ilhotas com um total de 17 quilômetros quadrados à 545 km da costa, onde vive uma população de apenas 2.100 habitantes e o turismo é desenvolvido de forma sustentável, criando a oportunidade do encontro equilibrado do homem com a natureza em um dos santuários ecológicos mais importantes do mundo.

Além das praias, baías e natureza riquíssima, Noronha também reserva outras surpresas para os turistas. São 500 anos de história, que tornam o Arquipélago, além de um Patrimônio Natural, um verdadeiro Patrimônio Histórico que merece ser visitado e, sobretudo, preservado.

Vila dos Remédios
Os relatos desse tempo falam de “armazéns”, “casas de moradia”, “entrepostos de mercadorias”, “curral”, “hortas”, uma pequena “Congregação Reformada Calvinista” entre outras evidências construtivas para uma ocupação tão longa. Além dos “Jardins Elizabeth”, onde culturas eram experimentadas, sobretudo o anil. E o espaço dessa “Vila” holandesa foi justamente onde se fez a Vila dos remédios, no século seguinte, após a definitiva ocupação por Portugal, através da Capitania de Pernambuco.

Casa grande do Sueste
No caminho velho do Sueste fica essa edificação, que é, provavelmente, a mais antiga casa construída na ilha. Servia como residência de veraneio dos comandantes do presídio e abrigou, em dois momentos, o hospital de beribéricos, pelo clima no seu entorno e a grande quantidade de frutas cítricas existentes nas proximidades. Próximo a ela está a Barragem da Pedreira, resultante da dinamitação do morro Boa Vista, para a obtenção de pedras para a construção do molhe no porto.

Frigorífico Velho
No caminho da Praia de Atalaia está esta grande construção, do tempo da presença americana na II Guerra Mundial. Hoje sem uso, é um edifício de grandes proporções, possível de ser incluído no processo de requalificação de prédios.

Hotel de Trânsito da Aeronáutica
Uma edificação de grande porte, localizada no morro de Sto. Antônio, teve três diferentes períodos de construção e usos diversos.

Ali existiu a Estação Meteorológica da Marinha, ainda de pé em 1934, quando foi retratada por Percy Lau. Sob suas ruínas ergueu-se a casa do Governador militar do Exército, na década de 60. Mais tarde, foi demolida para dar lugar à edificação atual, também residência governamental até a reintegração do Arquipélago a Pernambuco, quando a área foi doada para o Ministério da Aeronáutica, servindo como Hotel de Trânsito para autoridades em visita a Fernando de Noronha. Capela de São Pedro dos Pescadores Pequena capela localizada na parte alta da região da Air France, não possui culto regular, somente sendo utilizada por ocasião da Festa de São Pedro, quando daí parte a “Buscada Marítima” em louvor ao patrono dos pescadores. A área é um excelente mirante.

—–
+ Veja também:

Anúncios