Stephen King é confundido com vândalo na Austrália

O escritor americano Stephen King foi tomado como vândalo em uma livraria da Austrália como se estivesse rabiscando livros, quando na realidade estava autografando romances seus, publicou hoje a imprensa australiana.

“Estava em meu escritório quando (King) entrou e começou a autografar livros. Um dos meus clientes pensou que ele estava escrevendo nele”, disse a australiana Bev Ellis, gerente da livraria em Alice Springs, segundo a agência de notícias australiana “AAP”.

Quando o gerente saiu para ver o que estava acontecendo, o autor já tinha ido embora. King é responsável por mais de 200 livros, entre eles “Carrie, a estranha” e “À Espera de um Milagre”.

Segundo Ellis, normalmente um escritor não entra em uma loja e começa imediatamente a assinar livros.

Por fim, a livraria se desculpou com o escritor, que, segundo disse Ellis, foi amável e compreensivo. Em compensação, a loja doará os lucros dos seis livros que assinou de sua última obra, “Lisey’s Story” (2006), a obras de caridade que tenham relação com literatura.

Fonte: Folha

—–
+ Veja também:

Anúncios