You are currently browsing the monthly archive for março 2007.

Assim, sob qualquer ângulo que se esteja situado para considerar esta questão, chega-se ao mesmo resultado execrável: o governo da imensa maioria das massas populares se faz por uma minoria privilegiada. Esta minoria, porém, dizem os marxistas, compor-se-á de operários. Sim, com certeza, de antigos operários, mas que, tão logo se tornem governantes ou representantes do povo, cessarão de ser operários e por-se-ão a observar o mundo proletário de cima do Estado; não mais representarão o povo, mas a si mesmos e suas pretensões de governá-lo. Quem duvida disso não conhece a natureza humana.”

Mikhail Aleksandrovitch Bakunin (1814-1876)
.

Construção   (1971)
Chico Buarque – Novo Millennium
Ouça “Construção” na Rádio UOL: clique aqui

Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a última
E cada filho seu como se fosse o único
E atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho mágico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima
Sentou pra descansar como se fosse sábado
Comeu feijão com arroz como se fosse um príncipe
Bebeu e soluçou como se fosse um náufrago
Dançou e gargalhou como se ouvisse música
E tropeçou no céu como se fosse um bêbado
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote flácido
Agonizou no meio do passeio público
Morreu na contramão atrapalhando o tráfego

Amou daquela vez como se fosse o último
Beijou sua mulher como se fosse a única
E cada filho como se fosse o pródigo
E atravessou a rua com seu passo bêbado
Subiu a construção como se fosse sólido
Ergueu no patamar quatro paredes mágicas
Tijolo com tijolo num desenho lógico
Seus olhos embotados de cimento e tráfego
Sentou pra descansar como se fosse um príncipe
Comeu feijão com arroz como se fosse o máximo
Bebeu e soluçou como se fosse máquina
Dançou e gargalhou como se fosse o próximo
E tropeçou no céu como se ouvisse música
E flutuou no ar como se fosse sábado
E se acabou no chão feito um pacote tímido
Agonizou no meio do passeio náufrago
Morreu na contramão atrapalhando o público

Amou daquela vez como se fosse máquina
Beijou sua mulher como se fosse lógico
Ergueu no patamar quatro paredes flácidas
Sentou pra descansar como se fosse um pássaro
E flutuou no ar como se fosse um príncipe
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Morreu na contra-mão atrapalhando o sábado

Deus lhe pague   (1971)
Chico Buarque – Novo Millennium
Ouça “Deus lhe pague” na Rádio UOL: clique aqui

Por esse pão pra comer, por esse chão pra dormir
A certidão pra nascer, e a concessão pra sorrir
Por me deixar respirar, por me deixar existir
Deus lhe pague

Pelo prazer de chorar e pelo “estamos aí”
Pela piada no bar e o futebol pra aplaudir
Um crime pra comentar e um samba pra distrair
Deus lhe pague

Por essa praia, essa saia, pelas mulheres daqui
O amor malfeito depressa, fazer a barba e partir
Pelo domingo que é lindo, novela, missa e gibi
Deus lhe pague

Pela cachaça de graça que a gente tem que engolir
Pela fumaça, desgraça, que a gente tem que tossir
Pelos andaimes, pingentes, que a gente tem que cair
Deus lhe pague

Por mais um dia, agonia, pra suportar e assistir
Pelo rangido dos dentes, pela cidade a zunir
E pelo grito demente que nos ajuda a fugir
Deus lhe pague

Pela mulher carpideira pra nos louvar e cuspir
E pelas moscas-bicheiras a nos beijar e cobrir
E pela paz derradeira que enfim vai nos redimir
Deus lhe pague

Lamborghini logo

Acho que quem já assistiu a uma entrevista do Sr. Ferruccio Lamborghini há de convir que ele é um sujeito engraçado. Quando há pouco admitiu o seu mais recente desenhista de carros, um sujeito novo cuja idade deve estar entre 35 e 42 anos, perguntou-lhe em uma reunião: “Ah, você é quem faz a tampa do motor?” O designer respondeu: “Não, senhor Lamborghini, eu projeto a carroceria inteira.” Lamborghini respondeu: “Isso mesmo. Nós fazemos o motor, você faz a tampa!”

Lamborghini passou de fabricante de tratores a dono de uma das mais cobiçadas empresas de supercarros do mundo, a Automobili Lamborghini, porque em um belo dia do passado se desentendeu com Enzo Ferrari. Disse a Enzo que a Ferrari que possuía tinha uma embreagem péssima, e que ele (o Enzo) deveria reprojetá-la. Sua sugestão não foi acatada e Enzo o ofendeu. Então decidiu fazer “Ferraris melhores que a Ferrari”. E fez! Virou história e nasceu um carro sem igual: Lamborghini.

—————
Veja também:
Letras do Chico: Construção / Deus lhe pague

Loteria: Lotofácil

Concurso 203 (19/03/2007)

01 02 03 04 05 06 07 12 13 14 17 18 23 24 25

============================================

Estatísticas (concursos 01 ao 203)

:: Freqüência das dezenas mais sorteadas (por ordem de Freqüência)
dezena x vezes em que foi sorteada

01 <> 142
23 <> 140
02 <> 137
11 <> 132
13 <> 131
20 <> 127
04 <> 126
25 <> 126
19 <> 125
17 <> 124
24 <> 124
15 <> 124
05 <> 124
22 <> 121
16 <> 119
08 <> 119
10 <> 117
21 <> 115
09 <> 114
14 <> 113
06 <> 113
07 <> 108
18 <> 108
03 <> 108
12 <> 108

:: Duque(s) mais sorteado(s) na Lotofácil

02 23 <> 095

:: Terno(s) mais sorteado(s) na Lotofácil

01 02 25 <> 065

:: Soma das dezenas sorteadas
soma / vezes sorteadas/ percentual

De 120 a 165 <> 10 <> <> <> 04,926%

De 166 a 180 <> 30 <> <> <> 14,778%

De 181 a 195 <> 61 <> <> <> 30,049%

De 196 a 210 <> 60 <> <> <> 29,557%

De 211 a 225 <> 34 <> <> <> 16,749%

De 226 a 270 <> 08 <> <> <> 03,941%

:: Pares e ímpares
pares / ímpares / vezes sorteadas / percentual

04 <> 11 <> 02 <> <> <> 00,99%

05 <> 10 <> 19 <> <> <> 09,406%

06 <> 09 <> 46 <> <> <> 22,772%

07 <> 08 <> 61 <> <> <> 30,198%

08 <> 07 <> 52 <> <> <> 25,743%

09 <> 06 <> 21 <> <> <> 10,396%

11 <> 04 <> 01 <> <> <> 00,495%

—————
Veja também:
Lamborghini, a tampa do motor e a embreagem da Ferrari

Não importa que você vá devagar, contanto que você não pare.”

Confúcio (Kung-Fu-Tse)   (551 a.C. – 479 a.C)

—————
Veja também:
Sorte: Lotofácil – concurso 203

Atualizações

Novo blog

Categorias

março 2007
D S T Q Q S S
    mai »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 28 outros seguidores